Tudo é Química

“As pessoas resistem à ideia, mas a vida é só química”, disse o vencedor do Prêmio Nobel de Química, Roger Kornberg, em 2006. O prêmio veio por desvendar a conversão do RNA em DNA, um processo celular que pode levar ao câncer, caso não funcione tudo direitinho.

Dá para enxergar Química a esse nível, mas há Química, também, ao preparar um café, cozinhar um alimento, usar o condicionador de ar, adubar uma plantinha no quintal ou fazer uma bolinha de sabão. Há Química nos explosivos, nas usinas nucleares, nos aviões supersônicos e nas refinarias de petróleo.

O profissional da Química

E quem diria que o Profissional da Química estaria também nos hospitais, na linha de frente no combate à Covid-19. No início da pandemia do coronavírus, os profissionais da Química de todo o mundo uniram esforços, em atividades que vão das salas de aulas, dos centros de pesquisa e dos laboratórios às indústrias químicas, ao desenvolvimento de novos produtos, terapias e técnicas, à fiscalização de empresas e ao controle de qualidade.

O presidente do Conselho Regional de Química da 12° Região (CRQ-XII), Luciano Souza, afirma: “Ficou muito claro e evidenciado agora nessa época de pandemia o quanto o profissional atua em segmentos que são fundamentais para que a gente tenha a disponibilização de serviços e produtos que são utilizados no dia a dia”.

O Curso Superior em Tecnologia de Processos Químicos da Faculdade FAMA tem como vizinho o maior distrito industrial da Região Centro-Oeste, que gera aproximadamente 22 mil empregos, e continua em expansão. No DAIA, ainda está um dos maiores polos farmoquímicos do Brasil, com o qual nosso curso tem parcerias diversas, como visitação técnica, estágios e indicações.

Destacam-se em Anápolis as indústrias alimentícias, cerâmicas, de bebidas, alcooleira, de torrefação de café́, confecções, calçados, chapéus, casas pré-fabricadas e papel. Outras indústrias não ligadas à agroindústria são as de baterias, serralherias, transformadores, produtos de limpeza, estrutura metálicas, recapagem de pneus, artefatos de cimento amianto, colchões e artigos metalúrgicos.

Além disso, nossos alunos tem as mesmas possibilidades de atuação do Químico Industrial (13 atribuições definidas pelo Conselho Federal de Química), que são constituídas por atividades como responsabilidade técnica, controle de qualidade, pesquisa e desenvolvimento de processos industriais e controle de operações e processos, por exemplo.

“A vida é química, nada mais e nada menos”. Processos Químicos é na FAMA!

Por Paula Letícia de Melo Souza – Química Industrial, Mestra em Ciências Farmacêuticas, Doutora em Inovação Farmacêutica e Coordenadora do CST em Processos Químicos da Faculdade FAMA.
1 Response

Comente