Leia tudo! Filtre! Reinvente!

Por que precisamos nos inteirar de informações que aparentemente não conversam com nossa área de formação? O universo de informações que apresenta correspondência com nossa escolha profissional é regra básica de leitura, busca e aprimoramento, pois nos leva ao alcance das técnicas fundamentais para o exercício da nossa profissão. Mas e o que nos faz transpor ao básico? O que nos eleva aos diferenciais competitivos é a abertura para o novo, a capacidade de criar e fazer a associação entre o comum e o irreverente, aplicando essas duas variáveis de forma coerente e útil no contexto pretendido.


A sociedade do conhecimento define o potencial humano como a capacidade do indivíduo em manifestar seus aspectos intelectuais, emocionais, sociais e de criação. O conhecimento inovador, em um mundo competitivo é referencial de competência e inteligência. Desenvolver a criatividade, enquanto instrumento do conhecimento, é condição fundamental para performar na profissão e na vida e, ler aquilo que nos tira da zona de conforto, o que aparentemente não representa correspondência com a nossa atividade fim, pode ser o que desperta em nós o “click”.


A criatividade é uma competência humana capaz de romper pressupostos, fronteiras, limites, reinventar padrões e arriscar. É habilidade de sobrevivência entendida como recurso valioso para lidar com os problemas que afetam as atividades diárias no plano pessoal e profissional e, não é lendo “mais do mesmo” que essa condição será desenvolvida em você! Pensamento criativo é indispensável em um mundo marcado por diversidades e misturas.Criatividade é, portanto, exigência permanente em qualquer nicho de atividade e o caminho é a leitura do que não é elementar. O conhecimento científico que fomenta o exercício das áreas específicas é leitura obrigatória. É a leitura transversal que nos leva a enxergar além do óbvio necessário.


A leitura “reveladora” acrescenta cultura geral e, ilustrando a prática, a última vez que precisei entregar resultados para uma campanha mercadológica na minha área, Educação, combinei as leituras específicas da área com estudos de referência em Agronegócios!

Comente